quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

- MAIRON MACHADO


                        
Mergulhei entre as estrelas
A rota da calma e do vento
Instinto selvagem com você fala mais alto.
Recusar? Pode ser uma forma de prolongar
O olhar, o toque, o suspiro, o prazer...
Na madrugada sem amanhecer.
Meus olhos vão ao seu encontro,
Armadilha sei, mas não tenho como resistir.
Cheiro... Cheiro de:
Homem!
A verdadeira porta da perdição!
Do seu lado
O amanhecer é um eclipse, um eclipse sem distinção.
 ( Tive que retribuir né ? Pra você amor ! )

0 comentários:

Postar um comentário